domingo, 18 de janeiro de 2015

Frascos e comprimidos


Vinha no sentido da estação do metro, rua movimentada, milhares de pessoas saindo no horário de pico. Carros, ônibus, caminhões e bicicletas estavam no caminho de uma multidão silenciosa que estava apenas indo para a casa. Por ventura estavam ali.

Andar 200 metros de carro demora mais que andar um quilometro a pé. E não pode levar uma cerveja pra passar o tempo ouvindo o rádio.

Se tivesse uma moto eu passaria por entre os carros com destreza e capacidade de fazer manobras radicais dentro deste transito caótico que inferniza a vida de tanta gente.

Um carro desses, normal, serve muito bem a empreitada. Põe um cd de rock numa altura ouviveu sem estourar os tímpanos e saia por aí, a procura do verde.

Siga as árvores. Onde tiver mais árvore é onde você vai.

No final você vai encontrar a parte mais verde da cidade, com árvores, jardins, praças, lagos, bem ecológico. Talvez chegue em algum lugar.

De noite siga a putaria...

Nenhum comentário: