segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O GRANDE MENTECAPTO


Relato das aventuras e desventuras de Viramundo e de suas inenarráveis peregrinações

A história de Geraldo Boaventura ( no qual me identifico muito), contada pelo mestre Fernando Sabino, escritor e jornalista, nascido em Belo Horizonte em 1923 e escritor de clássicos como o Homem Nú e Amor de Capitu.

Geraldo Boaventura, ou Giramundo, Viramundo, é um Dom Quixote mineiro, que percorre nossas belíssimas cidades históricas aprontando mil e uma confusões.

Ele faz de tudo, quase vira padre, entra pro exército, mendiga, conversa com um cavalo e apronta na zona boêmia de Belo Horizonte.

A história começa na cidade de Rio Acima, quando, ainda criança, nosso herói aposta com um amigo que consegue parar um trem sozinho. Ele vai pra linha e coloca o braço à frente enquanto o trem se aproxima, o maquinista consegue parar a poucos metros do garoto e grita com ele. Geraldo se vangloriza do feito com a sua turma durante um bom tempo, até quando seu amigo Pingolinha, resolve fazer a mesma coisa e morre atropelado.

A cidade inteira se revolta contra o garoto que acaba buscando refúgio em um seminário. A partir daí a confusão só aumenta, com sua peregrinação por cidades como Ouro Preto, Mariana e na busca por sua amada e por uma vida sem eira nem beira.

O livro também foi adaptado para as telonas na direção de Osvaldo Cadeira e com a belíssima atuação de Diogo Vilela.

Imperdível.

Nenhum comentário: