segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Budapeste



Terceiro romance publicado pelo mestre da poesia e também da literatura, Chico Buarque nos preseiteia com um olhar brasileiro sobre a sociedade húngara.

A história de José Costa, um ghost-writer, que trabalha na Cunha & Costa agência cultural e se vê na cidade de Budapeste após um congresso para autores anônimos, se apaixona pela húngara Kriska e luta para aprender um dos idiomas mais difíceis do mundo.

A beleza da cidade e das mulheres da Hungria encanta José que se vê dividido entre o Rio de Janeiro e Budapeste, entre Kriska e sua esposa, Vanda; entre a publicação de seus livros e a vontade de aprender "a única língua do mundo que, segundo as más línguas, o diabo respeita".

Eu que conheci uma húngara posso afirmar que realmente elas são encantadoras.

Mas quem sou eu para transformar isso em poesia?

Chico Buarque faz isso magistralmente.

Belíssimo livro que recebeu o Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura e o Prêmio Jabuti.

O filme baseado na obra tem a graça de Giovanna Antonelli e direção de Valter Carvalho.

Nenhum comentário: