domingo, 16 de janeiro de 2011

Nas asas ao vento voando


Eu que pensei que não era possível voar.
E mesmo assim eu tentei e quase consegui.

Na tentativa eu caí e quebrei o meu pé.
Mesmo quebrado eu venci e falei com Javé.

To preocupado não tenho sapato pra festa no céu.
Meus pensamentos insanos e o mundo cruel.

Nessa cidade gigante como um gavião.
Mesmo cercado de gente tenho solidão.

Eu não tenho mais porque cantar.
Sobre um mundo impossível.

Um pensamento um instante de imaginação.
Te falo porque que eu vivo.

Pra conquistar seu coração.

Nenhum comentário: