terça-feira, 17 de novembro de 2009

Mais um dia

Procuro palavras numa tentativa de fuga .
Respiro a cada dia com mais dificuldade.

A insônia me faz produzir.
Genialidade e mediocridade.

O fato é que estou farto.
De tanta inutilidade.

Fingir humildade.
Nesse mundo de hostilidade.

O que um homem como eu pode fazer.
Para contribuir e mudar um pouco as coisas.

Só posso xingar o absurdo.
E fingir que somos trouxas.

Nada realmente faz sentido.
A não ser transar, comer e dormir.

De que adianta chorar.
De que adianta sentir.

Eu passo meus dias acordado.
Ás vezes com uma garrafa do lado.

Procuro me anestesiar.
De vez em quando me amordaçar.

Pra não ser pego de surpresa.
Quando a censura chegar...

Nenhum comentário: